Comunidade Brasil em Foco – Detestiny

detestiny

 

Olá Guardiões!

Como fiz na semana passada com o competente pessoal do clã Nunca Fui pro Faroldou continuidade ao Comunidade Brasil em Foco aqui na Vanguarda. Hoje eu trago aqui, com muita honra, um Guardião que faz tudo para por um sorriso em todos os outros Guardiões com situações bem boladas e do nosso cotidiano, dentro e fora do jogo, transformadas em memes. Vamos conhecer um pouco mais do Detestiny.


Olá! Seja bem-vindo ao “Comunidade Brasil em Foco” aqui na Vanguarda. Comece se apresentando para os outros Guardiões.

Marcos: Opa! Obrigado pela oportunidade! Me chamo Marcos Oliveira, PSN ID: Fhilla. Jogo Destiny desde o lançamento e estou à frente da página Detestiny.

Fale um pouco sobre o seu trabalho na comunidade de Destiny. Como surgiu essa ideia de divertir a comunidade com memes lendários?

Marcos: Comecei com os memes na página Destiny Brasil ®. Fui vendo a boa aceitação de alguns memes e pintou a ideia da página. Um amigo foi o grande motivador do projeto e está comigo nesta empreitada. Handeson Machado. O nome Detestiny é ideia dele, inclusive.

Onde podemos encontrar você na internet? Você tem um grupo ou página?

Marcos: Temos nossa página no Facebook (Detestiny). Estamos no Twitter (@detestiny) e iniciamos um projeto de um canal no YouTube. O Handeson está tocando o projeto do canal e em breve traremos novidades.

Quais são sua subclasse e arma favoritas?

Marcos: Por muito tempo só tive um char. Um Caçador. Vim fazer os outros personagens já no Ano Dois. Devido a isso, há um carinho especial por ele. O Pistoleiro é a minha subclasse favorita, muito embora esteja sempre flertando com Dançarino e Predador. Desde que a vi em ação pela primeira vez, a Quebra Gelo se tornou minha paixão. Quando soube que ela voltaria no evento da Alvorada, não sosseguei enquanto não peguei. Agradeço a sua ajuda, inclusive. Hehehe.

Sim, sim, nossa busca pela Quebra-Gelo foi muito incrível. Qual o momento mais memorável que você gostaria de compartilhar conosco?

Marcos: O primeiro farol foi inesquecível. Era a segunda semana do evento e muitos estavam se valendo daquele lance de quitar das partidas. Meu time não compactuou com isso em momento algum. Fizemos uma passagem jogando seis partidas e conseguimos. Lembro-me que fiz um meme alterando uma capa de um livro para tirar onda com os carinhas que estavam burlando o matchmaking à época. Foi um sucesso!

Pena que esse meme se perdeu nos cantos sombrios do tempo. Mas realmente o primeiro Farol é algo inesquecível, posso dizer por experiência própria (quase chorei…). O que ainda prende você ao Destiny?

Marcos: As amizades. Hoje, sem sombra de dúvida as amizades são o fator principal. Destiny é um jogo que amo. A gente sempre da um jeito de se reinventar, fazer alguma coisa pra espantar o tédio. Através de Destiny, conheci pessoas incríveis, como a turma do clã TmT (The Mithological Team), do ClanDestinos e hoje sou integrante da Famiglia Vanguarda, um grupo de pessoas sensacionais e imbuídas de fazer o melhor pela comunidade. Agradecer em especial ao Fernando “Mãozinha” Bernard, que apostou no Detestiny lá atrás e nos trouxe para a Destiny da Depressão. Esse foi o pontapé inicial para tantas coisas bacanas que têm acontecido nesses últimos meses.

Famiglia Vanguarda, hein? Esse Mãozinha é gente boa, logo logo ele vai vir aqui falar com a comunidade. E como você disse, com certeza, a amizade é um diferencial e tanto. Vi que você falou no seu primeiro farol lá atrás, qual sua atividade favorita em Destiny?

Marcos: Desafios de Osíris. O Osirão do stress. Desde que esse evento aportou em Destiny que eu o jogo. Alguns faróis na coleção, mas longe de jogar bem. A gente engana que é uma beleza! Hehehehe!

O que você espera de Destiny 2? Algo que gostaria que fosse incluído na sequência?

Marcos: Estou otimista com o que podem fazer. Potencial não falta. Há um clamor para que amarrem a história e aparem as arestas. Faço parte dessa corrente. Espero que o novo motor gráfico mantenha a fluidez da movimentação. Não há, passados quase três anos, um FPS com uma movimentação tão refinada quanto Destiny. Minha opinião.

Temos que atender um sinal de emergência em Marte imediatamente. Há algo mais que queira dizer antes de partirmos?

Marcos: Vou ficar de olho nessa emergência aí. Vai que gera um meme né!? Kkkkkkkkk!


Muito obrigado ao Marcos por essa conversa incrível. Iniciativas como a dele são muito louváveis na comunidade de Destiny. Afinal, quem não gosta de uma boa risada, não é? Como vocês já sabem, semana que vem teremos outros membros da comunidade aqui neste espaço, pra apresentar a todos vocês. Se quiserem ver alguém em específico aqui neste espaço, usem nosso formulário de contato ou mandem mensagem pela página da Vanguarda no Facebook.

Fiquem firmes na sua Luz, Guardiões!

Edson “True” Souza.